Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 
  • DIRCEU SILVEIRA MANFRINATO  - AVANTE
  • Vereadores
    15ª LEGISLATURA
    Presidente Atual
    DIRCEU SILVEIRA MANFRINATO
Próxima Sessão

Sessões Ordinárias


Segundas-feiras, às 19h

Data: 05/06/2018 Hora: 16:40:40
Especialistas sobre Saúde Mental utilizam a Tribuna Livre

Caso necessite de ajuda e apoio emocional, independente do motivo, procure o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) ou o Centro de Valorização da Vida (CVV)

DIEGO FERNANDO LASKA

Na sessão ordinária desta segunda-feira (4), conforme requerimento 297/2018, de autoria da Comissão de Serviços e Obras Públicas, José Aparecido da Silva (Zezão) (presidente), Silvio Fernandes (Silvio do Pátio) (secretário) e Natal Reis (membro), utilizou a tribuna livre o pedagogo do Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (CAPSi), Rodrigo Matias Teixeira, acompanhado do psicólogo do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS I), Lucas Baribante Tomé Souza, a fim de discorrerem sobre o tema "Saúde Mental".

Primeiramente, o psicólogo do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS I), Lucas Baribante Tomé Souza abordou sobre a importância dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). "Nos Centros de Atenção Psicossocial - que é um dos locais de atendimento - sempre de portas abertas, atendemos pessoas que possuem problemas de saúde mental, especificamente e que seja grave ou persistente, ou seja, que não consegue ter uma vida normal, independente do problema, com atendimento de uma equipe multiprofissional personalizada, que objetiva a ressocialização do indivíduo", explica o especialista.

"Em maio de 2018, por exemplo, acolhemos - que é o atendimento inicial do paciente com questionários - 66 pessoas. Já na questão dos atendimentos individuais personalizados (médico + psicólogo), foram 724 atendimentos, com aumento significativo de 27,5% em relação a abril, ou seja, a demanda tem crescido, principalmente de adultos jovens, sem característica específica, porém com sofrimento. Assim, temos executando diversas ações ao longo do ano, entre elas: parcerias com a Secretaria de Assistência Social (abuso sexual infantil e saúde mental); com a Secretaria de Educação e Núcleo Regional de Educação (conversas em escolas e universidades); com a atenção básica (orientação com material para os agentes comunitários de saúde) e com a comunidade (rodas de conversa - mensal, aula de Yoga e panfletagem). Dessa forma, falar de saúde mental em todos os ambientes, é possível, necessário e essencial", salienta Lucas.

O pedagogo do Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (CAPSi), Rodrigo Matias Teixeira, acrescenta a importância da prevenção, independente do problema que a pessoa passa. "Seja qual for seu problema, não desista, sempre há uma solução. Assim, peça ajuda, pois falar é a melhor solução para a prevenção", finaliza.

Presenças

Houve, também, a presença da psicóloga e chefe da Divisão de Saúde Mental, Thaíse Bosseli Moreira Dantas e da psicopedagoga do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Infantil, Noely Fatima Abreu Nishiyama.

Utilidade Pública

Caso necessite de ajuda e apoio emocional, independente do motivo, saiba quem pode te ajudar: 

- Centro de Atenção Psicossocial (CAPS I) (a partir dos 18 anos)

Rua Tiradentes, 84 - Centro

Atendimento presencial de Segunda a Sexta-feira, das 8h00 às 12h00 e das 13h30 às 17h30

- Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (CAPSi) (até 18 anos)

Rua Ipiranga, 84 - Centro

Atendimento presencial de Segunda a Sexta-feira, das 8h00 às 12h00 e das 13h30 às 17h30

Em caso de emergência, ligue para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), 192, ou procure um hospital ou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), com atendimento 24 horas.

 - Centro de Valorização da Vida

Telefone: 141 ou pelo site: https://www.cvv.org.br/quero-conversar/

Você será atendido, de forma anônima, por um voluntário que guardará estrito sigilo sobre tudo que for dito.

Galeria de Fotos



Data: 05/06/2018 Hora: 16:40:40